top of page

Como se Tornar o Meio-campista que os Treinadores Procuram?



Muitos afirmam que os jogos começam a ser vencidos quando o meio-campo é dominado, de forma que além da marca é necessária a capacidade de gerar ações ofensivas, principalmente em equipes que preferem o jogo combinatório para seus ataques. O meio-campista criativo é fundamental para cumprir essas funções.


Para realizar esta tarefa de elaboração no médio setor, é necessário ter jogadores com boa técnica e também que possuam inteligência tática para entender as diferentes situações de jogo.


Localização no campo


O meio-campista criativo ou também conhecido como "gancho" geralmente joga livre, partindo de uma posição central e se aproximando do circuito de jogo. É por isso que sua rota usual é transversal ao campo. Você pode jogar na frente de um meio-campista de marca que lhe dê cobertura e acompanhado por outros meio-campistas ou meio-campistas que estão associados à geração do jogo.


Leitura e visão do jogo


Ser um meio-campista criativo implica ter uma boa leitura do jogo, ou seja, você pode ver os movimentos dos atacantes para aproveitar qualquer desmarcação.

É importante também saber quando arriscar um passe longo e quando manter a posse de bola, além de decidir como iniciar a jogada, o meio-campista criativo é quem decide como a equipe joga.


Momentos da partida


O meio-campista de criação deve conhecer e administrar os momentos de uma partida, a adrenalina não deve superá-la porque se isso acontecer a equipe perderá seu eixo fundamental e em consequência perderá a bola muito rapidamente.

O meio-campista criativo deve manter a mente tranquila e saber quando pegar a bola e quando jogar rápido.


Por exemplo, há jogadores que, vencendo um jogo importante, caem para trás e assim que recuperam a bola, chutam para o céu e a perdem novamente. Nesse caso, o meio-campista deve ser um termômetro da equipe e esfriar a situação, cronometrando para que a equipe tenha o controle do jogo sobre o adversário.


Técnica individual


Além da inteligência tática, o meio-campista criativo deve ter excelentes habilidades técnicas para colocá-lo a serviço da equipe na fase ofensiva:

  • Bom passe e controle orientado (importância de saber colocar passes precisos entre as linhas para quebrar o bloqueio defensivo do adversário)

  • Grande soco para fazer passes de média e longa distância (mudanças de frente para dar amplitude ao jogo)

  • O leilão deve ser um gesto técnico desenvolvido para atingir a área adversária e poder finalizar as jogadas. O tiro de médio alcance também é um bom recurso para surpreender contra defesas retraídas.


Por Lucas Drumond Sinnecker

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page